Cópia e Psiquiatra: Uma Estratégia Nova para a Eletrônica Imprimível?

pelo Professor Michelle Khine

Professor Michelle Khine, Departamento da Engenharia Biomedicável, University Of California, Irvine
Autor Correspondente: mkhine@uci.edu

A atracção da eletrônica da impressão sobre umas aproximações mais convencionais encontra-se em seu potencial modelar barata grandes áreas e dispositivos flexíveis em carcaças plásticas.1 Tais tecnologias podiam provar crítico para aplicações como indicadores e antenas flexíveis.2,3 Quando a tela-impressão e a impressão do Inkjet forem limitadas na definição, nós fornecemos meios melhorar em cima do limite inerente de definição da impressão imprimindo em folhas plásticas pre-forçadas. Com uma redução a 95% na área, nós podemos conseguir estruturas de alta resolução e altas do prolongamento.

O Professor Khine do University Of California, Irvine props um método simples, ultra-rápido, e robusto criar grandes áreas dos nanowrinkles assim como de nanostructures bimetálicos altos afiados da área de superfície, nanopetals inventados, em um polímero de memória de forma. Modelando na grande escala, que é fácil e barata, nós confiamos no abrandamento calor-induzido de folhas pre-forçadas do polímero de memória de forma para conseguir nossas estruturas desejadas.4-6

Figura 1. Ultra-Rápida, processo de manufactura do baixo custo dos nanostructures integrados no plástico. Nanowrinkles formou pelo encolhimento isoptropic (a) modelando através da máscara de sombra e então encolhendo isotropically (b), encolhendo anisotropically (c) e nanopetals criados rachando os nanowrinkles.

Os nanostructures resultantes -- esse saque como nano-antenas eficazes -- auto-são montados leveraging a má combinação na rigidez entre a folha pre-forçada de retraimanto do polímero e os filmes finos metálicos. Estes nanopetals fornecem hot spot minúsculos em suas bordas que exibem os efeitos plasmonic extremamente fortes, limitando a emissão aos volumes pequenos da excitação (10L-18) e aumentando a intensidade da fluorescência de fluorophores próximos por diversas mil-dobras.

Os efeitos de superfície fortes do plasmon destes nanopetals à proximidade da fluoresceína entusiasmado pela exibição da microscopia do dois-fotão sobre 4000 realces da dobra na intensidade da fluorescência. Estes nanostructures são criados facilmente e ultrarapidly e podem robusta ser integrados em folhas plásticas. Com esta aproximação, nós podemos fazer uma variedade de estruturas que incluem os eléctrodos altos da área de superfície assim como estruturas waveguiding ópticas.

Nossos trabalhos anteriores com filmes de psiquiatra centraram-se sobre as aplicações de um brinquedo do poliestireno chamado “Shrinky-Dinks”.7 Recentemente, nós demonstramos que um filme fino do psiquiatra do polyolefin exibe uma redução a 95% na área para moldes do alto-aspecto para a litografia macia.8 Combinando com um cortador digital barato do ofício, nós podíamos conseguir igualmente bem os canais microfluidic completos relativamente uniformes e consistentes com superfícies lisas, os sidewalls verticais, e canais altos do prolongamento com definições laterais além da ferramenta usada para cortá-las.9 Quando combinados com as tintas ou os metais condutores, nós podemos criar as estruturas interessantes úteis para a nano-eletrônica impressa.


Referências

  1. B.Y. Ahn, E.B. Duoss, M.J. Motala, X. Guo, S.Park, Y. Xiong, J. Yoon, R.G. Nuzzo, J.A. Rogers, J.A. Lewis, Ciência, 2009, 323,1590-1592.
  2. J.A. Rogers e outros, Proc. Nacional. Acad. Sci, 2001, 98, 4835.
  3. R.A. Potyrailo, W.G. Morris, Anal. Chem., 2007, 79, 45.
  4. K. Sollier, C.A. Mandon, K.A. Heyries, L.J. Blum e C.A. Marquette, Microplaqueta do Laboratório, 2009, 9, 3489-3494.
  5. M. Por Muito Tempo, M.A. Sprague, A.A. Grimes, B.D. Rico e M. Khine, Appl Phys Lett, 2009, 94,
  6. C.S. Chen, D.N. Breslauer, J.I. Luna, A. Grimes, W.C. Chin, L.P. Leeb e M. Khine, Microplaqueta do Laboratório, 2008, 8, 622-624.
  7. A. Grimes, D.N. Breslauer, M. Longo, J. Pegan, L.P. Lee e M. Khine, Microplaqueta do Laboratório, 2008, 8, 170-172.
  8. D. Nguyen, D. Taylor, K. Qian, N. Norouzi, J. Rasmussen, S. Botzet, K.H. Lehmann, K. Halverson e M. Khine, Microplaqueta do Laboratório, 2010, 10, 1623-1626.
  9. D. Taylor, D. Tintureiro, V. Lew, M. Khine, Microplaqueta do Laboratório, 2010, DOI: 10.1039/c0047

Copyright AZoNano.com, MANCEF.org

Date Added: Nov 25, 2010 | Updated: Jun 11, 2013

Last Update: 14. June 2013 04:37

Tell Us What You Think

Do you have a review, update or anything you would like to add to this article?

Leave your feedback
Submit