Site Sponsors
  • Park Systems - Manufacturer of a complete range of AFM solutions
  • Oxford Instruments Nanoanalysis - X-Max Large Area Analytical EDS SDD
  • Strem Chemicals - Nanomaterials for R&D
Posted in | Nanomedicine | Nanomaterials

There is 1 related live offer.

Save 25% on magneTherm

Os Pesquisadores do MIT Desenvolvem a Proteína-Fábrica Nanoparticles para o Tratamento contra o Cancro

Published on April 10, 2012 at 2:58 AM

Por Cameron Chai

Uma equipa de investigação de Massachusetts Institute of Technology (MIT) projectou um tipo novo do nanoparticle que é capaz de produzir as proteínas por encomenda.

Os pesquisadores do MIT projectaram estas partículas que podem produzir proteínas quando a luz ultravioleta é brilhada nelas. Neste caso, a proteína é proteína fluorescente verde. (Imagem: Avi Schroeder)

Após estes os nanoparticles da proteína-fábrica do `' chegam em seus locais visados, eles podem ser feitos para produzir a proteína irradiando os com uma luz ultravioleta. Os resultados do estudo foram relatados no jornal de NanoLetters.

De acordo com Avi Schroeder, um dos pesquisadores, os nanoparticles novos pode entregar proteínas minúsculas para destruir células cancerosas e pode igualmente entregar proteínas maiores como os anticorpos que estimulam o sistema imunitário para matar tumores. Este prova--conceito pode produzir compostos novos usando materiais começar inertes dentro do corpo, ele adicionou.

A equipa de investigação desenvolveu os nanoparticles da proteína-fábrica baseados na estratégia de produção natural da proteína. As Pilhas armazenam a informação proteína-revelando no ADN. Estes modelos são restaurados então no mRNA, que os entregam aos ribosomes aonde os modelos obtêm convertidos em seqüências de ácido aminado. Estes ácidos aminados são montados então para criar as proteínas exigidas.

Os nanoparticles desenvolvidos pela equipe do MIT podem auto-ser montados de uma mistura que compreende os lipidos que formam os escudos exteriores dos nanoparticles e uma mistura das enzimas, dos ácidos aminados e dos ribosomes exigidos para a produção da proteína. A mistura igualmente contem seqüências do ADN para as proteínas preferidas. O ADN é limitado por DMNPE, um composto químico que anexe reversìvel ao ADN. Quando uma luz ultravioleta é feita para brilhar sobre este composto, libera o ADN para uma síntese mais adicional da proteína.

Nesta experiência, a equipa de investigação programou seus nanoparticles para sintetizar o luciferase ou esverdear a proteína fluorescente. Os resultados da Experiência com ratos demonstraram capacidade das partículas' para sintetizar a proteína quando foram irradiados por uma luz ultravioleta. A equipe está centrando-se agora sobre os nanoparticles que são capazes de produzir medicinas anticancerosas potenciais.

Determinadas proteínas podem destruir pilhas saudáveis e cancerígenos. Contudo, esta técnica original da entrega permite a síntese da proteína somente depois que as partículas alcançaram os locais visados e não afectam pilhas saudáveis. A equipe igualmente está tentando encontrar maneiras novas de provocar nanoparticles. Os métodos Potenciais incluem a síntese ativada pelo nível de acidez ou por outras condições biológicas particulares de determinadas pilhas ou regiões de corpo.

Source: http://web.mit.edu/

Last Update: 10. April 2012 03:52

Tell Us What You Think

Do you have a review, update or anything you would like to add to this news story?

Leave your feedback
Submit