Posted in | Nanomaterials

Os Pesquisadores do MIT Desenvolvem Metais Estáveis de Nanocrystalline

Published on August 27, 2012 at 2:24 AM

Por G.P. Thomas

A Maioria de metais, independentemente de sua aplicação, são compor dos cristais ou do regime em ordem, repetitivo das moléculas. O desempenho dos metais é pela maior parte pelo tamanho dos cristais.

Uma imagem do microscópio de elétron da transição da estrutura da liga nova do tungstênio-titânio, após a exposição a uma alta temperatura de 1.100 graus Célsio por uma semana (Crédito: Chookajorn, MIT)

Menor os cristais, sido melhor o desempenho. Contudo, há um problema de acompanhamento da instabilidade porque os cristais exibem uma tendência se unir a uns cristais mais grandes do formulário sob circunstâncias do calor e do esforço. A fim superar este problema, os pesquisadores no MIT projectaram uma classe nova de ligas compo de cristais nano-feitos sob medida. A liga possui o grande potencial para a aplicação em materiais de grande resistência devido a sua capacidade para preservar sua estrutura do nanocrystalline mesmo sob condições do calor elevado.

Os resultados do estudo igualmente incluem os locais teóricos para identificar as ligas capazes de formar nanostructures e a fabricação e de testar detalhes de tais ligas. Por décadas, os pesquisadores tentaram desenvolver ligas com tamanhos de grão menores mas não ter sucedido devido à tendência natural dos materiais adotar um estado de mais baixa energia típico de cristais grandes. Também, o foco destes esforça-se foi baseado na capacidade dos materiais para misturar junto para formar uma liga um pouco do que nos limites de grão. Estes limites de grão são críticos para a formação de nanocrystals estáveis e foram incorporados nos cálculos da equipa de investigação para determinar que elememtos de liga são capazes de estabilizar os limites de grão de um sistema dado.

O material desenvolvido por pesquisadores do MIT é uma liga do tungstênio e do titânio que possui a força excepcional e pode daqui ser usado para a protecção da maquinaria militar e industrial e na armadura pessoal e veicular. O material permaneceu estável mesmo depois ser sujeito a uma temperatura de 1,100oC para uma semana.

Source: http://www.mit.edu

Last Update: 12. December 2013 23:19

Tell Us What You Think

Do you have a review, update or anything you would like to add to this news story?

Leave your feedback
Submit