Posted in | Nanomaterials | Nanoenergy

Método Novo Para Produzir os Eléctrodos Altamente Condutores, Flexíveis Usando Nanowires De Prata

Published on November 23, 2011 at 2:05 AM

Por Cameron Chai

Uma equipa de investigação no UCLA desenvolveu um processo novo para fazer os eléctrodos altamente condutores, flexíveis, transparentes que utilizam os nanowires de prata e os outros nanomaterials.

Esta micrografia do exploração-elétron mostra um filme de condução transparente compo dos nanowires de prata (aparentes como linhas), dos nanoparticles titanium e de um polímero condutor. (Cortesia da Foto do UCLA)

Devido a suas flexibilidade e condutibilidade alta, as redes de prata do nanowire foram consideradas frequentemente como uma substituição ideal para o óxido do estanho do índio (ITO). Contudo, exige processos complicados fundir a cruz ele para obter a melhor adesão da carcaça e a baixa resistência. Para abordar esta edição, os cientistas do UCLA fundiram os nanowires de prata com nanoparticles orgânicos dos polímeros e do óxido de metal para fazer maestros com alto-transparência.

Nanoparticles pode ser usado para a produção de uma esteira transparente simplesmente pulverizando os sobre uma superfície. Contudo, a dificuldade envolvida é colar os nanowires do siliver na superfície sem usar as altas pressões ou as altas temperaturas, que podem reduzir sua compatibilidade com os materiais orgânicos sensíveis utilizados normalmente na produção de eletrônica flexível.

Para endereçar esta edição, a equipa de investigação planejou um processo de baixa temperatura para fabricar os eléctrodos de prata novos do nanowire que utilizam o revestimento de pulverizador de uma mistura especial dos nanomaterials. A equipe pulverizou em primeiro lugar uma solução de prata do nanowire na superfície e uma solução do nanoparticle do dióxido titanium é usada então para tratar os nanowires para produzir um filme híbrido. Quando o filme seca, os nanowires obtêm junto desenhado devido às forças capilares, aumentando a condutibilidade do filme. A equipe revestiu então uma camada condutora do polímero sobre o filme para melhorar a adesão dos fios à superfície.

As malhas compostas resultantes do nanowire de prata têm propriedades mecânicas superiores e a transparência óptica. A equipa de investigação usou os eléctrodos novos para desenvolver células solares com um desempenho equivalente àquele de células solares ITO-baseadas.

Source: http://newsroom.ucla.edu

Last Update: 12. January 2012 15:18

Tell Us What You Think

Do you have a review, update or anything you would like to add to this news story?

Leave your feedback
Submit