O Estudo Demonstra o Impacto Negativo do Óxido Cúprico Nanoparticles no Crescimento Vegetal

Published on April 19, 2012 at 3:20 AM

Por Cameron Chai

Uma equipe dos pesquisadores da Universidade de Massachusetts Amherst (UMass) e o National Institute of Standards and Technology (NIST) tem demonstrado o impacto negativo de nanoparticles projetados em plantas pela primeira vez.

Exibição Gráfica que exposição aumentar às partículas cúpricos e aos nanoparticles (BPs) do volume do óxido (NPs) por plantas de rabanete igualmente aumenta o impacto no crescimento com o NPs que mostra o impacto o maior. Da esquerda para a direita, as concentrações da exposição são 0; 100 porções por milhão (ppm) BPs; 1.000 ppm BPs; 100 ppm NPs; e 1.000 ppm NPs (que mostra uma planta severamente stunted). (Crédito: H. Wang, Agência de Protecção Ambiental dos E.U.)

A equipa de investigação conduzida por Bryant C. Nelson, um químico do NIST, mostrou que os nanoparticles cúpricos do óxido podem acumular plantas internas e causar dano do ADN. Estes nanoparticles podiam alcançar pilhas de raiz da planta sob condições do laboratório e produziam diversas lesões mutagénicas da base do ADN.

Este trabalho de pesquisa é parte de um esforço pelo NIST para classificar de segurança ambientais, os perigos possíveis de saúde e dos nanomaterials e das técnicas do legado para detectar e medir os riscos. Com esta finalidade, a equipa de investigação exps as amostras de rabanetes e de dois ryegrasses às partículas cúpricos do volume do óxido, nanoparticles cúpricos do óxido e íons de cobre simples separada. A equipe utilizou então um par de técnicas spectrographic ultrasensitive para medir a formação e o aumento de lesões da base do ADN e a quantidade de cobre consumida pelas plantas.

A equipe descobriu que o número de lesões geradas nos rabanetes que foram expor aos nanoparticles era dobro isso dos rabanetes expor às partículas maiorias. Além Disso, a quantidade de cobre pegada pelos rabanetes dos nanoparticles era consideravelmente mais alta do que aquela das partículas maiorias. Contudo, os perfis de dano do ADN dos ryegrasses' eram diferentes daquele dos rabanetes, significando que dano nanoparticle-provocado do ADN estêve confiado na concentração dos nanoparticles e na espécie da planta.

Na extremidade, a equipa de investigação demonstrou que o impacto negativo dos nanoparticles cúpricos do óxido era muito mais alto no crescimento vegetal. Estes nanoparticles tinham inibido o crescimento dos tiros e as raizes em todos os três espécimes testaram. Contudo, neste teste, as plantas foram expor às concentrações do nanoparticle que eram muito mais altas do que encontradas normalmente no solo. O passo seguinte da equipe é conduzir um estudo similar no impacto de nanoparticles do dióxido titanium em plantas de arroz.

Source: http://www.nist.gov

Last Update: 19. April 2012 04:43

Tell Us What You Think

Do you have a review, update or anything you would like to add to this news story?

Leave your feedback
Submit